Amor&Paixão Love&Passion of Lustato Tenterrara (lustato) wrote in brasilt_poesias,
Amor&Paixão Love&Passion of Lustato Tenterrara
lustato
brasilt_poesias

Céus... by Lustato Tenterrara, Manuel Bandeira, São Mateus, Joana de Ângellis & Hagar-H

Em God zeide:
      Daar zij licht! Em daar werd licht.
http://www.hemel.org/popetalk.cgi?text=En+God+zeide:+Daar+zij+licht!+en+daar+werd+licht
                                              Gênesis: 01:03
          Parte I

“Aqueles que dizem...
Senhor! Senhor!
Não entrarão todos
no Reino dos Céus!”
(Mateus, VII, 21-23)


“Somente entrará
aquele que faz”
[a Vontade do Senhor!...]
“A Vontade do Senhor Meu Pai,
que está nos Céus!”

                            “Eu vi-a nua!
                             Toda nua...
                              Eu vi os Céus... Eu vi os Céus!”
                                             (Manuel Bandeira)

             Parte II
“A Porta da Perdição é Larga...”

Pois os Caminhos dos Prazeres é Espaçoso!

‘Muitos são os que o Preferem!’

Os Prazeres...
                    Terrenos...
                                     Excelentes!
E...  Recomendados...

No Livro do Gênesis... 
“E serão uma só carne!”

Pela Genética...
                     É...
                          O Nosso DNA assim exige...

 

 

 

         Parte III

 

 

Nossos Poros...
            Nossa Pele...
                      Nosso Cheiro!
Nossos Átomos se Engrandecem
        [com os Hormônios dos Prazeres Terrenos...
                                        A Liberação...
                                                     A Adrenalina...]

E subvertemos a Ordem Natural do Amor!

... “Carpem Die”

- “Eu!... Antes!...  Primeiro!

- “Tudo posso... Naquele que me realiza!”
                         [- “Que me realiza os Prazeres!”]

- “Tudo posso, com 'Aqueles' que me realizam!”

Mas...
Para Aqueles que o Gozam...
                            Com Dissimulações...
                                        Com “Olhos de Capitu”!
                             Com a mais descarada
                                       “Cara-de-Pau!”
- “Eu Vós Digo!”
- “Obras...”
- “Isso, são Obras de Iniqüidades! “



                   
Parte IV

E não basta dizer...
                    [- “Senhor!”]
                    [- “Senhor!”]
                    Para entrar no Reino dos Céus!

‘Pois Vários de Vós...
         Naquele Dia...
         Virão a Mim... Dizendo:’

                  [- “Senhor!”]
                  [- “Senhor!”]
                  [- “Profetizamos em Vosso Nome!”]
                  [- “Aclamamos o Senhor...
                                              E o Vosso Nome!”]
                   [- “Expulsamos Demônios...
                                                Em Vosso Nome!]

“E... 
         Então...
                       Eu Vos Direi”...
                                                   ‘Cristal!’
                       - “Retirai-vos de Mim...
                           Vós... 
                           Que Fazeis 
                                   Obras de Iniqüidades!”
                                     (Mateus, VII, 21-23) 

             Parte V

Mateus, VII, 13-14:
‘A Porta estreita dos Céus’
‘O Caminho... Estreito!’
‘Poucos o encontram’...
Sem se perder!

- “E... Então... Naquele Dia...
                     Eu Terei que te dizer...”

- “Meu Filho...”
- “Estou Feliz em ReVê-Lo”
- “Mas o teu Caminho ainda não está Completo!
- “Ainda não é hora de subir aos Céus!
- “Tornarás... Retornarás ao Paraíso Terreno...
- “O Habitarás...
                 Consoante Teus Carmas Espirituais...
                 Consoante Tuas Escolhas Terrenas...
                  E, consoante
                                 as Iniqüidades cometidas...”


                          
Parte VI

- “Tornarás a ter Vida Corpórea...”
                              - “Dor... Para Te Redimir!”
                              - “Prazeres... Para Te Alegrar!”

-“Te Apercebas dos Prazeres...”

- “Mas
não cometas Iniqüidades!”

-
“Sejas Cristão!

              No Sentido “Humano” da “Expressão”!”

- “Pois...
           Na Existência Terrena dos Espíritos...
                                                          Na Balança
[Que rege o contrapeso entre a Dor e o Prazer
nas existências terrenas dos Espíritos!]...
O Padrão... Os “Pesos e Medidas”...
                       São... 
                           A Qualidade do Teu Amor... 
                            E as Iniqüidades cometidas 
                            na Vida Terrena Anterior!
São esses os Parâmetros...
                     Que vão definir
                                   A Tua Evolução Espiritual...
A cada Reencarnação...
            O Espírito se Redime 
                    de todas as Iniqüidades 
                    cometidas na vida terrena anterior...

Aqueles Seres de Luz que ao desencarnar,
o fiel da Balança do restrospecto
de sua vida terrena,
pende mais
para realizações de Obras de Iniqüidades...
Retornarão... E reencarnarão
novamente na Terra... 
[ - “com um pouco mais de Dor!...
Para os Redimir!]
E sua colocação, no Paraíso Terrestre,
se dará consoante o peso
                              e o contrapeso de suas Obras!

‘AquelOutros’ Seres de Luz,
onde, na Balança de sua vida terrena,
                   o contrapeso de suas obras,
                                      pendeu mais para o amor...
Também retornarão...
                    E reencarnarão novamente na Terra...
  [- “Um pouco mais iluminados que D’antes!] 

E,
também,
a sua colocação no Paraíso Terrestre
se dará
consoante o peso e contrapeso de suas Obras!

               Parte VII

- “Estas são as Regras...
                        Os Dogmas...
                              E os Preceitos
                                        da Existência!
             De Todos Nós! Espíritos de Luz...

- “A Ascensão aos Céus
somente ocorre quando
os Espíritos de Luz,
elevados espiritualmente
pelos ensinamentos apreendidos
no acumulado de suas existências terrenas,

praticam obras de Infinito Amor Fraterno...

Com isso... Suplantam... Apagam... Decepam,
Todas as Obras de Iniqüidades cometidas
em suas existências terrenas anteriores...”

Desta Arte,
vêm finalmente a reconhecer que todos nós...
Somos Espíritos...
Todos Nós...
Espíritos de Luz...
Que...
Finalmente... Vêem a Luz!

E compreendemos, então,
do que efetivamente somos feitos...
Que nossa matéria ‘ethéria’...
É apenas e simplesmente
Energia Pura... E do Mais Puro Amor!

- “Isso Diz Tudo!”


                   
Parte VIII

“Purgatório"... "Inferno"...

Na definição que todos
‘pretendem achar que conhecem',
são meros conceitos abstratos
incutidos na mente dos Homens,
por determinação de Nosso Pai...
Ainda na Antiguidade dos Tempos...
Para fazê-los entender
a gravidade de seus atos terrenos...

Na verdade, eles existem...
Mas estão aqui mesmo
em nosso ‘Paraíso Terreno’...

Estão disfarçados...
          Ora de Somália...
                      Ora de Uganda...
                                  Ora de Tsunami...

            Mas existem outros...     Muitos outros...

Também,
em World Trade Center...
                                     Joelma...
                                                      Andraus...

E...
      Às vezes...
             Até aqui na esquina...

Nas Favelas do Rio de Janeiro
                                 [E de qualquer outro lugar]

Nos acidentes ou incidentes sem nexo...

Nas balas perdidas... 
                
Ou na ‘proibição’ de se defender!

Até na calmaria do Sertão...
                 Na umidade da Amazônia...
                                            Na Fome do Peão!

Alguns...
              São Inferno...

Outros... 
               Purgatório...

Mas...
Todos...
Meros Departamentos de uma ONG...
Onipresente...
www.céu.sky.hemel.cielo.ciel.oupavóç.Небо.slaw.org
Em todos os Estados...
Escritórios e Representações em todos os lugares
www.céu.org
www.sky.org
www.hemel.org
www.cielo.org
www.ciel.org
www.ουρανός.org
www.небо.org
www.slaw.org
Em todas as Eras...
       Todos os Tempos...
          E em todas as Dinastias...

         Parte IX

Então, percebamos, nós...
Que, em nossa existência terrena...
Muitas de nossas escolhas,
Interagem
com nossos caminhos e nossos prazeres
ainda aqui em nossa própria vida terrena...

No entanto...
O Tamanho do Nosso Amor...
A Intensidade de Nossas Obras,
Tanto as de Amor, quanto as de Iniqüidade...
Nos acompanham, no ether, ao deixarmos a vida terrena e corpórea.

As nossas obras realizadas,
se transliteram...
Se transmutam...
Desembocam naquele Dia...
Naquele dia
que todos os viventes
corpóreos e terrenos
Teremos de enfrentar...

Nossas Obras
          são o Nosso Julgamento...
Boas e más...
Peso e contrapeso...
Amores e Iniqüidades!

              Parte X
          Ser Cristão!
                
(Lustato Tenterrara)
Ser Cristão...
                 Não é...
                          Ter os pensamentos em Cristo...
E – No entanto –
                 O Coração dissimulado de Ações...
                           Dissimulado de outros pensamentos...

 

 

Ser Cristão...
                  Não é...
                          Aclamar o Nome do Senhor!
E...
                  Dissimuladamente...
                          Cometer Iniqüidades...
Ser Cristão
        É ter Amor!
                            Não Importa a Religião...
                                    Não Importa a Seita...
                                            Não Importa o Dogma!
                                                        
(Lustato Tenterrara)





Lustato Tenterrara Ponto Com
Direitos Autorais Exclusivos de Hagar-H, São Mateus, Joana de Ângelis e Lustato Tenterrara
União Brasileira de Escritores - UBE/PI - Matrícula n.º 343/99 
Para Uso Doméstico
ou sem fins lucrativos, somente pode ser reproduzido o Texto. 
                                                                       Lustato Tenterrara Ponto Com

 

 

 

Lustato Tenterrara
Publicado no Recanto das Letras em 18/05/2007
Código do texto: T491311

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Tags: Cristã, Espírita, Espíritos de Luz, Evolução Espiritual, Joana de Ângelis, São Mateus, amizade, amor, cristo, dogma, dor, doutrina, hagar-h, iniqüidades, lustato, manuel bandeira, prazer, qualidade, redimir
  • Post a new comment

    Error

    default userpic
  • 0 comments